Comunidade Evangélica Rocha Viva

vale de ossos secos

Vale de ossos secos. Texto Ezequiel 37

 

Veio sobre mim a mão do SENHOR, e ele me fez sair no Espírito do SENHOR, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos.

 

I – O Vale do profeta

A situação do lugar dos ossos secos apresenta o diagnostico da morte espiritual:

Secura – Silêncio – Dureza – Inércia - Frieza

Era assim que estava aquele vale na visão de Ezequiel.  Ao descrever essa situação, e a imaginar como estava aquele vale nossa alma se abala.

Se nos colocarmos um pouco naquela visão do profeta, poderemos sentir um pouco da angustia que ele mesmo sentia diante daquela visão tão chocante.

Aquele era o quadro espiritual da nação da Israel, que por causa do afastamento de Deus, havia sido levada cativa para a Babilônia. Aqueles que eram povo de Deus  agora não passavam de um amontoado de ossos secos.

Isso não aconteceu da noite para o dia. Deus falou com aquele povo durante centenas de anos. Enviou profetas que trouxeram o alerta, deu livramentos de nações inimigas. Mas o coração daquele povo estava tão obstinado que não cedeu a voz do altíssimo e continuou caminhando pelas suas próprias convicções.

Deus já os havia orientado, através de seu servo Moisés em Dt. 8.12  a 17

“Não aconteça que, depois de terem comido até ficarem satisfeitos, de terem construído boas casas, de terem aumentado seus bens, o seu coração fique orgulhoso e vocês se esqueçam do Senhor, o seu Deus que os tirou do Egito, e que os sustentou até aqui... Não digam pois, em seu coração: a minha capacidade e a força das minhas mãos ajuntaram pra mim toda essa riqueza. Mas lembrem-se do Senhor, o seu Deus, pois é ele que lhes dá capacidade para produzir riquezas. Mas se vocês se esquecerem do Senhor, serão destruídos”

A instrução do Senhor foi clara, para o seu povo. Mas eles não a seguiram e acabaram  num estado físico de escravidão, material de pobreza, e espiritual como um monte de ossos secos.

Ossos secos!!! Secura, Silencio, Dureza e Inércia e Frieza.

II – A igreja de Jesus

Essa visão foi de um vale, dada ao profeta Ezequiel, mas os profetas que Deus tem levantado  hoje tem tido essa visão quando olham para a igreja de Jesus Cristo.

É chocante ouvirmos e pensarmos nisso, mas quem tiver ouvidos  ouça o que o Espírito diz a igreja...

Deus através do sangue de Jesus nos deu ousadia para entrarmos no Santo dos Santos, nos deu um ministério de sacerdócio universal, nos abriu um novo e vivo caminho para que pudéssemos chegar até o trono da Graça e nos lançar diante daquele que Todo Poderoso.

Deus, por causa do sangue de Jesus que nos cobre, perdoou nossos pecados e nos fez dignos de habitarmos na morada celestial.

Jesus nos deixou uma tarefa, nos deus uma comissão grandiosa que: Ide e fazei discípulos. Vão até os confins da terra e preguem esse evangelho da salvação. E a capacitação para essa tarefa, as forças para que vocês possa realiza-la, isso ele nos daria, quando prometeu que estaria conosco até a consumação dos séculos.

Tudo isso só pode acontecer quando há vida na igreja, quando o corpo está bem articulado, como diz Paulo, cada membro, cada órgão, cada parte, não importando o tamanho está fazendo a sua função. Quando a cabeça que é  Cristo está no comando desse corpo.

Mas hoje, os profetas de Deus tem visto uma igreja se assemelha muito mais a um vale de ossos secos do que a um corpo vivo.

Vejam as características que estão na igreja:

Secura –   onde está a secura na igreja? Na falta de produção de frutos.  Em Marcos 11: 11-14 e 20. Jesus diz que aquela figueira secaria, pois não produziu frutos.  A igreja está produzindo poucos frutos. Cada qual preocupado consigo mesmo, não se importando em alimentar o faminto. Não seiva que corre da raiz, vai pelos galhos suficientes para produzir frutos.

Silencio – porque há silencio na igreja? Por que a igreja não tem pregado o quanto deveria. Vamos uma igreja silenciosa na propagação do evangelho. Ide por todo o mundo e pregai, anunciai, ensinai. Isso denota voz, barulho.  Lucas 4:19 pregai liberdade aos cativos, salmos 96:3 anunciai entre as nações a sua gloria,

Dureza – onde esta a dureza? Nos relacionamentos. Lá mesmo no capítulo 36 de Ezequiel Deus chama atenção do povo, pois seus relacionamentos estavam sendo conduzidos por um coração de pedra. E o que significa isso? Coração de pedra. Sentimentos egoístas, pautados em ciúmes, orgulho, dados a intrigas. E vemos isso dentro da igreja de Cristo. O corpo tem pulsando dentro de si um coração de pedra.

Inércia – Inércia é ausência de reação, falta de mobilidade. Na física, inércia não é falta de movimento, mas é resistência a aceleração. Uma igreja inerte, até esta num movimento, mas resiste a aceleração que o espírito quer dar. É um movimento moroso. Ef. 6 :15 os pés dos que anunciam o evangelho devem estar calçados, pois se movimentarão, andarão muito.

Frieza – Porque frieza? A igreja não tem mais buscado o calor do Espírito. Esse fogo que vem do altar do Altíssimo, que consome o pecado, que dá vida, que aceita o sacrifício. Esse fogo que arde e queima os ossos quando nos calamos e não fazemos a vontade de Deus como Jeremias no cap. 19. Esse fogo a igreja não busca mais. O fogo do batismo no espírito Santo, que capacita o cristão na edificação da igreja através dos dons espirituais, está ficando escasso nesse corpo.

III – A Ação do Espírito

O que temos então?

Dois lugares O vale do profeta, a Igreja de Jesus.

Duas situações semelhantes: secura, silencio, dureza, inércia e frieza.

Mas hoje Deus não quer que saiamos daqui com a cena do vale de ossos secos como uma situação da qual a igreja não pode fugir.

Não temos que dizer. “É realmente somo vale de ossos secos. Vamos ficar mesmo. É a igreja da modernidade, fazer o que, o dia a dia nos impõe essa condição.”

A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno, mas a igreja é viva... Jesus nos dá vida e não qualquer vida. Mas vida em abundancia.

Vejam que na visão de Ezequiel Deus propunha uma mudança daquela situação a partir de uma ação do profeta.

Profetiza disse Deus... VS. 4 – 10

Deus quer uma ação nossa. Assim como ele convocou Ezequiel a profetizar, e na medida em ele profetizava aqueles ossos iam se transformando, até que veio o vento do Espírito e os colocou em pé, dando vida a um grande exercito. Hoje o Senhor nos convoca abrir a porta.

Sim, a nossa ação antes de profetizar, será abrir a porta.

Ap. 3:15.

Estamos parecidos a um vale de ossos secos, pois estamos caminhando como a Igreja de Laodicéia. E o Senhor diz assim pra nós....

A igreja é do Senhor, mas ele de certa forma está para o lado de fora, e hoje ele nos diz. Estou a  porta e bato, se alguém abrir eu entrarei e vos ressuscitarei.

Entrarei, soprarei o meu espírito, como os 4 ventos da visão de Ezequiel, e darei vida ao que estava morto.

E os ossos se tornarão um grande exercito, Revestido de toda armadura espiritual, pois enfrentarão a todos os dardos inflamados do diabo, mas como estarão com os pés calçados, continuarão andando, marchando na pregação do evangelho, serão vozes que farão barulho e  anunciarão libertação, cura, restauração e salvação, terão coração de carne que obedece a vontade do Pai e se comparecem com o sofrimento do outro, terão relacionamentos saudáveis, pois amarão como Cristo ama, não serão mais frios ou mornos, mas terão em si brasas vivas, um fogo ardente que nunca se apaga, serão cheios do espírito e produzirão muitos frutos, frutos que permanecerão.

O senhor quer fazer de nós uma igreja de marcha, que triunfa.

Somos um corpo, mas formado por indivíduos. Cada um de nós tem sua função dentro deste corpo, cada um de nós é uma peça dessa engrenagem.

Por isso se cada um tem que abrir a porta de seu coração e for transformado pelo vento que do Espírito, pelo Ruash de Deus  que sopra do céu.

Vamos nos lançar hoje diante do Todo Poderoso e dizer, Entre senhor no meu coração, entre na sua casa, sente-se a mesa e ceia comigo.

Senhor me dê autoridade como o profeta Ezequiel, para que eu profetize sobre o vale de ossos secos.

Senhor sopre sobre mim, sopre sobre sua igreja. Mande os quatro ventos soprarem sobre esse lugar. Mande vento do norte, vento do sul, vento do leste, vento do oeste. Que esses ventos tragam vida sobre tudo o que estava morto.

 
| Home