Comunidade Evangélica Rocha Viva

Habitação de Deus

“Naquele dia levantarei a tenda caída de Davi. Consertarei o que estiver quebrado, e restaurarei as suas ruínas. Eu a reerguerei, para que seja como era no passado.” Amós 9:11

Introdução

Deus ao longo da história de seu povo teve várias casas. Sim lugares destinados à adoração.

Vemos que tudo começa com Moisés, que recebem de Deus as instruções para construir o Tabernáculo, e todos os utensílios da adoração. Essa tenda edificada por Moisés serviria de abrigo para a Arca da Aliança, uma caixa feita de madeira de acácia, revestida por ouro, e que na tampa havia a figura de dois querubins. Essa Arca simbolizava a presença de Deus no meio de seu povo.

O Tabernáculo de Moisés tinha três ambientes: o átrio, o lugar santo e o santo dos santos, onde ficava abrigada a Arca da Aliança e onde somente o sumo sacerdote poderia entrar. Eram nesses espaços que se ofereciam os sacrifícios pelos pecados dos povos. O Tabernáculo era transportado e erguido onde o povo estivesse acampado. Mas depois que o povo entrou na terra prometida ele ficou edificado em Gibeom.

Davi, depois de retomar a Arca que havia sido roubada pelos filisteus, ele a levou para Jerusalém e levantou ali outro tabernáculo, que ficou conhecido como Tabernáculo de Davi. Davi sendo rei e tendo um palácio não achou digno que Deus tivesse uma casa, no formato de uma simples tenda, por isso planejou construir um templo para a adoração.

Deus não permitiu, e disse que Esso seria filho pelo filho de Davi. Então nós temos a terceira casa de Deus que foi construída por Salomão. Ficando conhecida como o Templo de Salomão.

Quando Jerusalém foi invadida pelos Babilônicos o Templo foi destruído, e depois de aproximadamente 70 anos, quando o povo de Israel volta do cativeiro, eles vão construir a quarta casa de Deus, o Templo de Zorobabel.

Esse templo era muito simples, então já período de dominação romana, o rei Herodes resolve construir outro templo     para adoração dos judeus. No mesmo lugar do templo de Salomão e Zorobabel, em Jerusalém, era um templo muito maior que o primeiro, e foi nele que Jesus e os discípulos     iam adorar. Foi esse templo que Jesus disse que destruiria e reconstruiria em três dias. Esse templo foi destruído por Roma em 70 depois de Cristo, restando somente o muro das lamentações em Jerusalém.

I – A Casa Favorita de Deus

De todas essas construções realizadas pelos homens no intuito de serem lugares da habitação de Deus, nós somos levados a crer que o lugar que Deus mais gostou foi o templo de Salomão. Pela sua grandeza, pela sua riqueza, pela forma como foi construído etc.

Mas para nossa surpresa, de todos esses lugares a casa favorita da Deus foi o Tabernáculo de Davi. Pois é ela que o Senhor promete reedificar:

E isso fica claro para nós quando lemos em Amós: “Naquele dia levantarei a tenda caída de Davi. Consertarei o que estiver quebrado, e restaurarei as suas ruínas. Eu a reerguerei, para que seja como era no passado,

Amós 9:11

Quando terminaram de falar, Tiago tomou a palavra e disse: "Irmãos, ouçam-me.

Simão nos expôs como Deus, no princípio, voltou-se para os gentios a fim de reunir dentre as nações um povo para o seu nome.

Concordam com isso as palavras dos profetas, conforme está escrito:

‘Depois disso voltarei e reconstruirei a tenda caída de Davi. Reedificarei as suas ruínas, e a restaurarei,

para que o restante dos homens busque o Senhor, e todos os gentios sobre os quais tem sido invocado o meu nome, diz o Senhor, que faz estas coisas’

Atos 15:13-17

De todas as casas, Deus quer reedificar o Tabernáculo de Davi. Mas por quê? O que havia de tão especial naquele tabernáculo?

Quando Davi trouxe a Arca para Jerusalém ele estava cansado daquela adoração ritualizada, sem adoração. Ele queria que assim como ele se encontrava com Deus através adoração, que o povo pudesse experimentar da mesma benção.

Por isso a sua proposta de lugar de adoração era totalmente diferente do que o povo estava acostumado no tabernáculo de Moisés.  Sem violar o espírito da lei de Moisés. Davi cultivou um espírito de intimidade, novamente entre o povo e o Senhor.

O tabernáculo de Davi não tinha véus, só pessoas.

Esse tabernáculo não tinha divisões era um espaço único, e nada, nenhum véu separava os sacerdotes, os levitas e o povo da Arca da Aliança. A adoração sem véu criou uma visão sem impedimentos.

No tabernáculo de Davi não havia sacrifícios de animais, mas havia sacrifícios de louvor e adoração 24 horas por dia, por isso lá não havia silencio, mas música e louvor com todos os tipos de instrumentos.

Tabernáculo de Davi foi a casa favorita de Deus

Pelo fato de que a arca, a verdadeira presença de Deus, estava de volta entre o povo de Jerusalém. O povo foi ensinado por Davi a adorar a Deus com louvores, ações de graça e júbilo; foram ordenados uns dezesseis ministérios para atuar vinte e quatro horas por dia sete dias na semana e nenhum desses ministérios estavam relacionados com culpa ou condenação, e todos refletiam o reconhecimento da misericórdia, da bondade de Deus e da incondicional aceitação de todos que se aproximam Deus na fé.

Por isso não havia sacrifícios neste tabernáculo. Davi ordenou que alguns sacerdotes continuassem servindo no antigo tabernáculo que ficava em Gibeom, aproximadamente 13 km de Jerusalém, e lá fizessem os sacrifícios 3 vezes ao dia. ( I Cron., 16. 37-43)

O Tabernáculo de Davi foi planejado e revelado por Deus. Ele é um vislumbre da Graça no Antigo Testamento.

Hoje estamos vivendo nesta hora profetizada por Davi. O Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, já derramou o sangue que nos limpa e nos salva, e já não há necessidade de rituais nem de cerimônias com animais.

Em sua mensagem simbólica, Davi bradou: “Não mais sacrifícios de animais perante a Arca, mas somente sacrifício de louvor”. Ele disse por anos: “Não mais Siló, e nem Sião; louvor e adoração contínua”. Pois Davi sabia que isso agrava a Deus.

II – O Senhor quer habitar em corações apaixonados.

Davi tinha um coração apaixonado por Deus. E isso fica claro nos salmos que ele escreveu.

Durante aquele tempo, se o rei Davi se levantasse no meio da noite com uma insônia da realeza, ele poderia ouvir o cantar, o louvar e o tilintar dos címbalos vindos do tabernáculo. Ele podia olhar na direção da lareira próxima ao seu quarto e ver as sombras de pés se arrastando e dançando ao redor da arca, iluminadas por luzes de velas tremulantes e lamparinas. Talvez tenha sido naquele tempo que ele escreveu:

"Bendizei ao Senhor, vós todos, servos do Senhor, que assistis na Casa do Senhor, nas horas da noite; erguei as mãos para o santuário e bendizei ao Senhor." - (Salmos 134:1-2).

Dia e noite, os adoradores encontravam-se, dançavam e adoravam a Deus em Sua presença.

Deus quer que nós voltemos nossos corações para a paixão do coração de Davi, um adorador. Hoje a Casa favorita de Deus é onde há paixão. Pessoas apaixonadas por Jesus Cristo, que desejam ardentemente estar na sua presença.

Imaginem isso: O  dia em que o povo de Deus vai adorá-Lo e honrá-Lo durante vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana - “24/7”... em turnos de adoração e louvor. Sem obrigatoriedade, sem peso, mas voluntariedade, desejo, chama, paixão.

Diferente de Davi que não estava preocupado com as estruturas físicas do tabernáculo, nós temos construído lindos santuários, grandes, confortáveis. Nos preocupamos com ar condicionado, estacionamento, estofamento nas cadeiras, pintura entre outros. Não que isso seja errado, ou não necessário.

Mas queridos não é o mais importante. Estamos desviando nossa atenção do que é essencial: glória shekinah em nossas igrejas, e a nossa habilidade de hospedar o Espírito Santo.

Deus só quer estar com Seus filhos. Estábulos serão suficientes. Funcionou em Belém e na rua Azusa.  Qualquer coisa para se aproximar. Se Davi olhasse para o seu humilde tabernáculo e dissesse: "Algum dia, espero fazer melhor", então Deus responderia: "Uma tenda é suficiente, Davi. Somente mantenha seu coração quente!"

Deus fala para nós: uma tenda é suficiente. Eu quero me encontrar com você. Deixe seu coração se acender com a Minha presença.

Por que Deus disse que Ele iria reconstruir a casa de Davi?

Eu acredito que seja porque o tabernáculo de Davi não tinha véu ou muros de separação. Deus deseja intimidade entre Ele e Seu povo.

“Intimidade irá produzir ‘benção’, mas a busca de ‘bênção’ nem sempre irá produzir intimidade. ”

É isso que a casa de Deus deve ser um lugar de encontro de intimidade com Deus.

Vivemos num mundo caótico. As horas do nosso dia não passam, mas voam. Não damos conta de fazer todas as tarefas que a vida nos impõe. Como achar no meio desse caos, o lugar da intimidade com Deus? O lugar da adoração?

E te digo, que a igreja existe, para tornar isso mais fácil. Esses momentos que você se descola da rotina do dia a dia, se desembaraça das muitas atividades e vem para casa de Deus buscar comunhão e intimidade com Ele. É como encontrar um oásis no meio do deserto.

É nesse espaço, onde não há mais um véu de separação dentre você e Deus, onde você pode chegar ao trono da graça pelo sangue de Jesus, onde a adoração se faz coletivamente num corpo, cujo Cristo é a cabeça, onde muitas vozes adoram e clamam, num grande coral é que o seu coração vai se aquecer.

Mas nós trocamos esses momentos de adoração e intimidade com Deus, por tantos outros eventos. Dizemos sim, as exigências de um mundo que não conhece a Deus. E as vezes nem percebemos que isso está acontecendo. Achamos normal trabalhar até mais tarde, justamente nos dias de culto, não nos importamos mais em marcar compromissos para aquelas duas horas do domingo em que nos encontraríamos com Deus. Acreditamos na voz do maligno que fala nos nossos ouvidos dizendo: você está cansado, não vá à escola bíblica. Mas você já reparou se for para algum outro evento essa voz não vem?

Mesmo sendo cristãos, libertos por Cristo, vivemos como prisioneiro e escravos de um mundo que jaz no maligno.

Enquanto Davi, falava de uma adoração contínua, de uma glória ininterrupta. Nós não conseguimos nos reunir para adoração. Por isso nossos corações estão esfriando e as nossas igrejas não estão mais sendo a casa favorita de Deus.

Foi para a morna igreja de Laodicéia que Jesus disse: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo." - (Apocalipse 3:20).

O Espírito Santo está procurando o lugar para o próximo derramamento.

Ele está em pé na porta da frente das nossas igrejas, procurando alguém como Davi, que tinha preparado um lugar para Sua importante habitação - um lugar onde adoradores estão querendo escancarar a porta do Céu, com suas mãos levantadas, para que a glória de Deus possa descer e ficar entre eles. Deus está procurando uma pessoa, uma igreja, uma cidade que irá ouvir Sua gentil batida e Lhe abrir a porta.

Hoje é o momento de vir se renovar, de como Davi, expressar a Deus sua gratidão e adoração, romper com essas cadeias que estão te afastando da comunhão e intimidade com Deus.

Se você tem um coração apaixonado, poderá dizer como Davi no salmo:27:4-5

Vamos igreja acender o calor da adoração, Deus que te encontrar aqui mesmo, agora ele quer falar com você!

Quando nós nos reunimos aqui, não é por imposição, obrigação ou coisa assim mas é para Deus, cantamos, tocamos, levantamos nossas mãos para agradar uma plateia composta pelo Único e verdadeiro Deus. Ele quer que nós O adoremos continuamente."

Volte sua face na direção d'Ele agora e pergunte para  Ele o que realmente quer. A resposta vai mudar você para sempre.

 

Pra. Simone

 
| Home