Comunidade Evangélica Rocha Viva

Sansão e sua vocação

sansão

Sansão foi um homem que nasceu com um propósito de ser usado por Deus a favor do povo de Israel. Ele era especial, seu nascimento foi algo especial, assim como Samuel ele nasceu de um casal que não podia ter filhos, o seu nascimento também foi anunciado por um anjo do Senhor. Jz. 13:3

 

 

Como o anjo falou a sua mãe ele deveria ser consagrado ao Senhor e como símbolo dessa consagração foi feito o voto de nazireu – onde não se cortava o cabelo.

E Juízes 13:24, fala que Sansão cresceu.....o Espírito do Senhor começou a agir nele.

Era através de sua força física que Deus se manifestava em Sansão. Ele realizou grandes feitos, como:

  • 1) rasgou um leão ao meio (cap. 14.6);
  • 2) matou 30 homens em Ascalom, para pagar uma aposta que perdeu (vers. 19);
  • 3) caçou e amarrou tochas nas caudas de 300 raposas, para incendiar a seara do sogro, como vingança (cap. 15.4);
  • 4) matou muitos entre os filisteus (vers. 8);
  • 5) desfez-se de duas cordas novas com que o amarraram em Etã (vers. 14);
  • 6) feriu mil com a queixada de um jumento (vers. 15);
  • 7) bebeu água da fonte de Leí, surgida de forma tão espetacular, que o nome do lugar foi mudado (vers. 17 e 18);
  • 8) escapou ao cerco, retirou e transportou as portas da cidade de Gaza (cap. 16.3);
  • 9) quebrou sete cordas de arco com que o amarraram (vers. 9);
  • 10) rebentou as cordas novas que prendiam seus braços (vers. 12);
  • 11) libertou-se do pino de tear que prendia suas sete tranças, entrelaçadas como uma tela (vers. 14)

 

• Mas infelizmente, historia de sansão não foi somente marcada por manifestações grandiosas de sua sobrenatural força física mas principalmente pelo seu distanciamento dos propósitos de Deus para os quais ele fora consagrado.

• Sansão, gradativamente, foi deixando de lado a sua dedicação a Deus e praticando as suas próprias vontades, distanciando-se de sua consagração a Deus.

• Ele mergulhou tão fundo na confiança de que suas forças eram dele mesmo que se acostumou tanto a andar pelos seus próprios caminhos seguindo somente os desejos de seu coração que uma das declarações mais trágicas do Antigo Testamento foi relacionada a ele.

Jz. 16:20: ELE NÃO SABIA QUE O SENHOR O HAVIA DEIXADO

• A espiritualidade de Sansão estava muito afetada, e prova disso foi a sua falta de percepção em não saber que o Espírito de Deus estava gradativamente sendo tirado de sua vida e continuar praticando coisas que não eram do agrado de Senhor e chegar ao extremo de estar completamente sem a presença de Deus em sua vida.

ELE NÃO PERCEBEU QUE O SENHOR O HAVIA DEIXADO Jz.16:18-21

Sansão simplesmente, naquela ocasião não percebeu que O Espírito de Deus não estava mais com ele e foi para a batalha como se nada de diferente estivesse acontecendo em sua vida. E por isso foi vencido e teve seus olhos furados.

• E o paralelo que eu gostaria de fazer é entre Sansão e nós hoje que estamos aqui. É trazer essa mensagem para nosso contexto e inquietar nossos corações e mentes para que possamos refletir se temos percebido de maneira clara a atuação do Espírito Santo em nossas vidas ou se como Sansão, temos estado desatentos a Sua presença em nós e não estamos percebendo que temos nos distanciado Dele.

A sensibilidade de Sansão em relação da presença do Espírito de Deus em sua vida foi afetada quando ele:

I – TRAIU A SUA VOCAÇÃO

Como já vimos Sansão foi consagrado por Deus para livrar o seu povo dos filisteus. Ele era chamado por Deus para uma missão. Mas ele traiu essa vocação quando ao invés de lutar contra os filisteus ele misturou-se com eles:

  • - Casando-se com uma filistéia e depois a deixando Jz.14/15
  • - Envolvendo-se com uma prostituta filistéia em Gaza Jz.16.1-2
  • - Apaixonando-se perdidamente pela filistéia Dalila e se deixando manipular por ela Jz. 16:4
  • – Deus tinha um alvo para a vida de Sansão, mas ele saiu do caminho a ele proposto por Deus e resolver seguir o seu próprio caminho e isso o deixou insensível a presença constante do Senhor.

 

Nós também somos vocacionados por Deus.

Ef. 1:3-8: Somos vocacionados por Deus através de Jesus Cristo para sermos seus filhos.

Participar com Ele de sua essência e santidade. E tudo isso para louvor de sua glória.

A nossa vocação e sermos filhos de Deus para louvor de sua glória.

Em Ef.4.1 – Paulo diz: “ vivam de maneira digna da vocação que receberam”

Em 2Ts.1:11 Ele diz” Deus nos faça dignos da vocação para seguimos seus propósitos

E Em 2Tm 1.8 e 9 “ temos uma santa vocação”

E se essa santa vocação é sermos Filhos de Deus, portanto parecidos com Ele para que Ele mesmo seja glorificado.

 

Se temos Deus como Pai, temos que viver dignamente fazendo justiça a esse titulo de filho de Deus. Ou como Sansão corremos o riso de trair essa soberana vocação.

I.b - O ápice dessa traição de Sansão foi quando ele permitiu que uma mulher filisteia retirasse dele o sinal de sua consagração a Deus

Devemos lembrar que não era nos cabelos que estava concentrada a força de Sanção. Os cabelos eram apenas um símbolo do seu voto de consagração a Deus – apenas um sinal

Assim ter os cabelos cortados era ter o que de visível da parte da Deus que havia nele se perder. E nós também traímos a vocação a qual Deus nos outorgou quando deixamos de lutar contra os nossos inimigos e passamos a nos envolver com eles a ponto de deixar que eles tirem as marcas de Cristo em nós.

Sansão traiu sua vocação por duas atitudes, a paixão por uma mulher e a indiferença pela causa do Senhor, e talvez esse seja o caso da maioria das pessoas que traem sua vocação – Algumas porque ficam apaixonadas.

 

Paixão – pode ser por uma pessoa como foi o caso de Sansão. Quantas pessoas deixam de agir como filhos de Deus, deixam de glorificar a Deus deixam de ser parecidos com Deus por causa de outras pessoas. Muitos já saíram dos caminhos do Senhor por estarem apaixonados.

  • Paixão – pode ser pelo mundo. As coisas do mundo fascinam
  • Paixão – pode ser por si mesmo – narcisista. A pessoa quer sempre ser o centro das atenções,
  • Paixão – pelo poder. Quantos deixam sua vocação de Filhos de Deus por almejar poder. Por querer sempre mandar em alguém. Por querer ser sempre reconhecidos e aclamados.
  • Paixão – por bens e pelo dinheiro. Essa paixão apesar de parecer fácil de ser identificada na realidade não é. Nem sempre a paixão pelo dinheiro é caracterizada pela obtenção de muito dinheiro. Uma pessoa que abre mão de se colocar como Filho de Deus, relacionando-se com ele em oração, meditação da palavra, comunhão por causa da obstinação pelo trabalho para aquisição de bens tem essa paixão.
  • Paixão – pela carreira. Já conheci várias pessoas que se distanciaram de sua vocação para aplicar todo o seu tempo na sua carreira profissional

Se temos que viver de maneira diga da vocação o entusiasmo pelas coisas de Deus devem fazer parte de nossas vidas, pois são as coisas e a obra de nosso Pai. Viver de acordo com os propósitos de Deus não é somente ser bonzinho mais cumprir a missão que ele nos deu de ser a luz que ilumina as trevas, de ser o seu porta voz, de ser o trabalhador de sua ceara.

E tanto a paixão como a indiferença tiram de nós as marcas, o sinais de nossa consagração a Deus. E assim como Sansão perdemos as forças e quando nos damos conta já estamos nas mãos do inimigo. E o nosso inimigo não perde tempo, quando vê que estamos sem a presença de Deus em nós ele logo nos toma em suas mãos e trata de nos prender.

Jz. 16.21: Os filisteus furaram os olhos de Sansão – ele ficou cego

O nosso inimigo também quer tirar a nossa visão. Ele quer nos deixar cegos para as coisas espirituais. Quer fazer com que deixemos de enxergar esse caminho para o qual Deus nos guiou. Quer que estejamos perdidos, sem saber para onde ir.

 

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão, e domínio próprio (Gl5.22)

  • - Se você tem percebido que essas características têm diminuído em sua vida
  • - Se você tem sido dominado por alguma paixão o esta distanciando da vocação de Deus em sua vida
  • - Se você tem estado indiferente a causa de Cristo na terra

 

CUIDADO! Você talvez esteja distando-se do Espírito Santo e não está se dando conta disso, mas o seu inimigo esta pronto para prender você e tirar sua visão.

• Se você foi ministrado por Deus por essa Palavra, não continue vivendo sua vida como se nada estivesse acontecendo. Não se acostume a viver sem a presença do Espírito Santo em você.

• Não deixe que os sinais de sua consagração a Deus se percam sejam roubados pelo inimigo, levante-se e clame a Deus.

• Não faça como Sansão que perdeu completamente a unção de Deus e não se deu conta. Hoje você retomar a caminhada, retomar a vocação de ser filho de deus através de Jesus Cristo. Que Deus te abençoe!

 

 
| Home Teologia Sansão e sua vocação